Chefe de Benefícios do INSS fala sobre o Seguro Defeso na Colônia Z-34

No intuito de esclarecer a atual situação dos Seguros Defeso do Camarão e do Robalo, a diretoria da Colônia Z-34 de Ilhéus convidou o Chefe de Benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do município, Hélio Ribeiro de Oliveira, para conversar com os pescadores. A reunião aconteceu na sede da Colônia, na última sexta-feira (15), e reuniu cerca de 250 associados que ainda não tiveram acesso ao benefício.

Assim como na maioria dos casos registrados na Bahia, parte dos pescadores ligados à Colônia Z-34 receberam cartas exigência do INSS sugerindo não haver coerência entre o cadastro profissional e os critérios de concessão do Seguro Defeso. Para pedir uma nova avaliação do órgão sobre a solicitação do benefício, o pescador deve atualizar seu cadastro no Sistema do Ministério da Agricultura (MAPA), de acordo com as observações levantadas nas cartas.

Em Ilhéus, os Seguros negados são o do Camarão e o do Robalo. O presidente da Colônia, Reynaldo Oliveira, defende que o cadastro dos pescadores associados foram corrigidos pela própria Entidade. “Recolhemos as informações de cada pescador associado que teve seu benefício negado e já realizamos as atualizações no Sistema do MAPA, na própria Colônia. Agora estamos aguardando a liberação desses dados da Coordenação da Pesca para o INSS, para que os processos sejam reavaliados”, afirmou.

O Chefe de Benefício do INSS de Ilhéus garantiu que assim que as atualizações de dados estiverem disponíveis ao órgão, os pagamentos serão restabelecidos, dentro dos critérios preestabelecidos pelo Governo.  Hélio isentou a Colônia da culpa pela demora, esclarecendo que esses processos burocráticos levam tempo para serem concluídos, em razão da grande demanda.

%d blogueiros gostam disto: