Colônia Z-16 inicia recadastramento do Sistema Confederativo na Bahia

A Colônia Z-16 de Saubara deu início ao processo de recadastramento dos pescadores no Sistema Confederativo da Pesca, na última quarta-feira (09). A estimativa é recadastrar cerca de 2.000 associados, até a próxima semana. O trabalho está sendo realizado por uma equipe da Federação dos Pescadores e Aquicultores do Estado da Bahia (Fepesba), na sede da própria Colônia. A ação é nacional e atende a demanda de atualização de dados da Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores (CNPA).

O consultor da Fepesba e coordenador do recadastramento no Estado, José Carlos Rodrigues explica a ação: “A atualização cadastral dos associados é vital ao Sistema Confederativo. Isso porque, enquanto representantes legais dos pescadores artesanais, as Colônias e a Federação são constantemente consultadas e confrontadas pelos órgãos do Governo Federal, sobre os direitos e demandas da categoria”.

Todas as Colônias confederadas do Brasil terão de realizar o recadastramento de seus associados, ainda este ano, a pedido da CNPA. A intenção é atualizar e universalizar os dados do Sistema Confederativo da Pesca, para aprimorar a gestão e a funcionalidade das Entidades Representativas do Setor. Na Bahia, cerca de 70 Colônias realizarão o serviço, com a coordenação da Fepesba.

%d blogueiros gostam disto: