Fepesba reúne cerca de 100 dirigentes de Colônias em Assembléia

Fepesba reúne cerca de 100 dirigentes de Colônias em Assembléia

Com o intuito de elucidar questões pontuais ao setor da pesca, a Federação dos Pescadores e Aquicultores do Estado da Bahia (Fepesba) convocou suas afiliadas para uma Assembléia Extraordinária, na manhã desta sexta-feira (03). Dentre os temas discutidos, se destacaram a assunção da responsabilidade federal sobre a pesca pela Superintendência da Agricultura, as notificações emitidas pela Previdência Social para as solicitações de Seguro Defeso e os investimentos da Fepesba em comunicação e gestão administrativa.

O presidente da Entidade, Raimundo Costa, iniciou os trabalhos reforçando a parceria com a Superintendência da Agricultura na Bahia, órgão que assumiu a responsabilidade federal sobre o setor pesqueiro após a extinção do Ministério da Agricultura e suas extensões regionais. Representando a autarquia, o superintendente João Cláudio Bacelar se comprometeu em estruturar a coordenação designada para o atendimento aos pescadores, garantindo que esse serviço será prestado de forma eficaz e digna, através da implantação de uma coordenação exclusiva.

A discussão sobre as notificações emitidas pela Previdência Social aos pescadores que solicitaram o Seguro Defeso no último período de proibição da pesca foi enriquecida com os depoimentos da presidente e do assessor jurídico da Confederação Nacional da Pesca e Aquicultura (CNPA), Elaine Moraes e João Onuki, respectivamente. Ambos relataram as providências adotadas nos demais Estados, no intuito de garantir o direito desses profissionais. “Temos casos ainda mais graves em outros Estados, em que nenhum dos pescadores conseguiu acessar seu benefício. Na Bahia, são algumas negativas, mas reafirmamos nosso apoio integral à Fepesba, para solucionarmos esse impasse”, pontuou Eliane Moraes.

Esse tema mobilizou os dirigentes de Colônia presentes, pois muitos de seus associados estão sendo notificados no ato da solicitação do Defeso do Camarão. “A Previdência modificou o critério de leitura dos cadastros dos pescadores, sem que houvesse aviso prévio ou tempo hábil para correções. No ato da solicitação do Defeso do Camarão, se por acaso o pescador não estiver inscrito para a captura de crustáceos, ele receberá uma notificação e não acessará o seu benefício. O problema é que a nomenclatura antes atribuída ao camarão não era crustáceo e, por isso, são poucos os pescadores que têm selecionada esta opção em sua ficha cadastral no RGP”, esclareceu Raimundo Costa. Na intenção de elucidar essa questão durante a Assembléia, a Fepesba convidou a Previdência Social, que não respondeu ao convite, nem tampouco justificou a ausência.

No intuito de firmar uma parceria com a Fepesba e suas afiliadas, o Instituto de Educação Social e Tecnológico (IEST), convidado para o evento, apresentou uma proposta de desconto nas mensalidades de seus cursos regulares para os pescadores associados das Colônias. Está em construção, também, um projeto de capacitação gerencial para os dirigentes das Colônias, aprovado e divulgado por Raimundo Costa. O assunto despertou o interesse geral e será tratado mais profundamente em outro encontro, a ser agendado.

Além dos temas citados, foram discutidas, ainda, a relação das Colônias com as associações de pescadores, a importância da representação política para o setor da pesca e a necessidade da colaboração mútua e da Contribuição Sindical para o fortalecimento do Sistema Confederativo. Abrilhantando o debate, compareceram também à Assembléia: O presidente do Instituto de Desenvolvimento Social da Pesca Artesanal (Idespa), José Carlos Rodrigues; o técnico da Bahia Pesca e ex-superitendente da pesca no Estado, Marcos Rocha; o assessor jurídico da Fepesba, Carlos Tourinho; a vice-presidente da Fepesba, Ana Cláudia Rodrigues, e demais membros da diretoria; além da vereadora de Valença, no Baixo Sul Baiano, Vane Costa.

LANÇAMENTO DO SITE – Um dos momentos de grande engajamento dos presentes foi o lançamento do site da Fepesba. Hospedado no endereçowww.fepesba.com.br, o portal é uma das maiores apostas da Instituição, ao lado da página no Facebook (www.facebook.com/fepesba/), para divulgar as ações do Sistema Confederativo no Estado. Acessando a ferramenta, os usuários poderão conhecer a história da Entidade e acompanhar sua agenda, fazer solicitações, visualizar informações das Colônias e muito mais.

Raimundo Costa destacou a importância do investimento: “Um site, assim como a página no Facebook, é a maneira mais eficaz de alcançar a sociedade e despertá-la para o trabalho que fazemos em prol da classe, além de ser um meio a mais para nos comunicarmos entre nós, pescadores. Por isso, é fundamental aderirmos a estas ferramentas e compartilharmos nossas ações”.
Atualmente, a fanpage da Fepesba possui quase mil seguidores. Suas publicações chegam a alcançar mais de 1.800 usuários da Rede Social, gerando uma repercussão efetiva e positiva para a Entidade.

Finalizando o encontro, o esportista e primeiro atleta olímpico da Bahia, Gilson Trindade, nos honrou com sua presença. Durante a visita, Gilson, que é filho de pescadores da cidade de Valença, destacou o papel transformador da organização social para o setor e enalteceu o trabalho da Fepesba. O atleta, em um ato de afetuosidade, levou consigo a tocha olímpica que conduziu em Salvador, durante a passagem simbólica que anunciou os jogos na Bahia. O objeto entusiasmou os presentes e todos se revezaram para registrar o momento com fotos.

%d blogueiros gostam disto: