Ministro da Agricultura recebe CNPA para discutir reivindicações do setor pesqueiro

Aconteceu, na manhã da última quarta-feira (22), audiência entre representantes da Confederação Nacional da Pesca e Aquicultura (CNPA) e o Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em Brasília. A pauta principal da reunião foi a suspensão dos pagamentos do Seguro Defeso, que vem afligindo pescadores em todo o país, há meses. Na ocasião, a CNPA apresentou possíveis soluções para esta e outras questões de interesse do setor ao ministro, que garantiu envolvimento pessoal à causa.

À frente do Ministério há pouco mais de um mês, Maggi recebeu as sugestões da categoria através da presidente do CNPA, Eliane Moraes, e garantiu empenho para solucionar as reivindicações. “Vamos tentar organizar o setor”, assegurou o ministro, que pediu a compreensão da classe pesqueira enquanto analisa as propostas, traça um diagnóstico e define a solução cabível. “Vocês estão me apresentando aqui problemas de três, quatro anos passados. Assumi há um mês. Para fazer as coisas, a gente sabe que tem que sair da base. Temos que beneficiar quem efetivamente precisa e não o esperto do processo”, pontuou.

Maggi aproveitou o encontro para propor uma parceria entre Ministério e Sistema Confederativo, no intuito de regularizar o cadastramento dos profissionais da pesca – evitando fraudes – e sanar as pendências que recaem sobre o setor. “Se tivermos uma parceria efetiva e vocês [Confederação, Federações e Colônias] forem os fiscais, fazendo a primeira triagem, ajuda e muito. Esse é um processo de construção da confiança”, afirmou.

A presidente do CNPA confirmou a colaboração do Sistema Confederativo para as medidas que valorizem os pescadores e garantam os seus direitos. Ela relembrou que o trabalho de identificação e representação dos profissionais da pesca já é feito pelas Colônias há mais de 90 anos. Ainda segundo Eliane, esse processo vem sendo prejudicado, principalmente nos últimos anos, por organizações sem poder representativo oficial, como associações e sindicatos, o que dificulta a isenção. A retomada desse intermédio exclusivamente pelas Colônias também foi pauta do encontro.

Finalizando a audiência, Maggi afirmou que o Ministério está trabalhando na estruturação das Secretarias da Aquicultura e Pesca (SAP), que passarão a coordenar as ações do Governo Federal para o setor, em cada estado. O ministro garantiu envolvimento pessoal nos pleitos dos pescadores, ao reconhecer a importância da categoria para a economia do país.

IMG-20160622-WA0011  IMG-20160622-WA0012

%d blogueiros gostam disto: