NOTA PÚBLICA: Presidente detido da Colônia Z-01 é afastado do Sistema Confederativo há mais de 15 anos

A Federação dos Pescadores e Aquicultores do Estado da Bahia (Fepesba) esclarece que não há qualquer vinculação entre a atual administração da Colônia de Pescadores Z-01 do Rio Vermelho e o Sistema Confederativo da Pesca. Há mais de 15, após assumir o mandato, o presidente da Colônia Z-01, Marcos Antônio Chaves, detido na noite de sexta-feira (06), sob acusações de improbidade administrativa, desvinculou a Entidade da Fepesba, passando a não mais seguir o Estatuto Social das Colônias Confederadas, não prestar conta das ações desenvolvidas ou da movimentação financeira da Entidade.

Após o afastamento, a Colônia Z-01 passou a ser administrada sob exclusiva responsabilidade da atual diretoria, liderada por Marcos Chaves, popularmente conhecido como Branco. Desde então, a Fepesba não exerce qualquer influência, abrangência, parceria ou controle sobre a Entidade. As Colônias, inclusive aquelas Confederadas, enquanto instituições autônomas, tem domínio total sobre sua gestão, cabendo a Fepesba intervir apenas em casos de improbidade comprovada.

Recentemente, um grupo de pescadores associados da Colônia do Rio Vermelho, insatisfeito com a atual gestão, procurou a diretoria da Fepesba, denunciando supostas irregularidades, na expectativa de reaver o controle da Entidade. Na ocasião, a comitiva foi recebida pela assessoria jurídica e pelo presidente da Fepesba, Raimundo Costa, que prestaram orientação sobre os procedimentos legais à uma possível intervenção. Atualmente, a diretoria da Fepesba aguarda a apuração judicial dos fatos denunciados, para, então, interferir administrativamente.

%d blogueiros gostam disto: